Stressful Work. Anxious Business Woman Thinking On Probems Sitting At Laptop In Modern Office. Free Space, Selective Focus

A figura do síndico é fundamental para o pleno funcionamento de um condomínio. 

Não há como manter a organização e a ordem entre os condôminos sem a presença do síndico para elaborar e  fiscalizar o cumprimento das regras de boa convivência.

Por isso, é fundamental que você se mantenha atualizado quanto aos assuntos referentes a esse profissional, principalmente, quanto a sua escolha.

Você sabe, por exemplo, qual o quórum para eleição de síndico em condomínio fechado?  

Seja qual for sua resposta, neste post, quero compartilhar com você algumas funções exercidas pelo profissional e como ocorre o processo que envolve sua eleição.

Leia este conteúdo na íntegra e entenda a importância de sua participação efetiva no processo de escolha do síndico de seu condomínio.

Entenda o Que Faz um Síndico

Gerenciar o funcionamento de um condomínio não é uma tarefa fácil, é necessário que exista uma pessoa com dedicação exclusiva para cuidar de suas demandas diárias.

Um condomínio fechado exige uma série de atribuições, as quais precisam ser resolvidas por alguém que tenha propriedade no assunto, neste caso: o síndico.

Para você ter ideia, separei algumas das atividades que devem ser desenvolvidas por esse profissional:

  • representar o condomínio;
  • realizar assembleias;
  • garantir que os condôminos cumpram suas obrigações;
  • dedicar tempo e preservar as áreas comuns aos moradores;
  • administrar as despesas e o planejamento financeiro do condomínio;
  • mediar conflitos entre os moradores.

Como você pôde conferir, não são poucas as atribuições que cabem ao síndico. Por essa razão, para ocupar o posto, o profissional deve ser capaz de realizar todas essas tarefas.

Muitas pessoas pensam, inclusive, que para exercer tal atividade deve-se morar no condomínio, o que é um grande equívoco, pois o síndico pode ser contratado.

Entenda a diferença entre os dois.

Síndico morador

Como o nome já nos revela, o síndico morador é o sujeito que reside no condomínio e assume suas responsabilidades administrativas.   

Por ser condômino, a vantagem é que já está familiarizado com os demais moradores e conhece o funcionamento do condomínio.

Contudo, em certos casos, acaba exercendo uma má gestão, uma vez que desconhece os encargos da função.

Síndico profissional

O síndico profissional é alguém “de fora” contratado para prestar serviço ao condomínio, exercendo, dessa maneira, dedicação exclusiva ao cargo.

Ainda que não tenha familiaridade com os condôminos, o que configura certa desvantagem, sua capacidade de ser imparcial em determinados casos pode ser bastante eficaz.

Além disso, para a contratação, é exigido que o contratado tenha conhecimento sobre as atividades que vai exercer, garantindo ao condomínio uma boa gestão.

Bem, já que você já sabe o que faz um síndico e quais as diferenças entre síndicos moradores e profissionais, está na hora de você saber como funciona o processo de eleição de síndico.

Acompanhe.

Eleição de Síndico

Como visto no tópico anterior, a função de síndico pode ou não ser exercida por um condômino, desde que bem exerça os encargos exigidos pelo posto.

A escolha dessa figura tão importante para o funcionamento de um condomínio deve ocorrer em assembleia, cujo prazo e formato são regulamentados pela convenção de condomínio.

Em geral, o síndico em exercício da função convoca os condôminos por meio de edital para a assembleia de eleição. 

Durante a assembleia, os condôminos votam na pessoa que julgarem apta para o exercício do cargo. 

Aquele que receber o maior número de votos deve exercer o mandato durante dois anos, podendo renová-lo após o período, conforme o Código Civil Brasileiro, no Art. 1.347.

Todavia, muitas pessoas têm dúvidas quanto ao número necessário de condôminos presentes em assembleia para poder eleger o síndico.    

Se essa também é sua dúvida, continue a leitura para esclarecê-la.

Qual o Quórum Para Eleição de Síndico

O Código Civil não prevê quórum específico para a validação da escolha do síndico em assembleia.

Todavia, a Convenção de condomínio pode estabelecer um quórum, o qual deverá ser de conhecimento de todos os condôminos.

Caso nesse último caso também não exista um número determinado, deve-se observar se a assembleia respeitou todas os prazos e formatos determinados pela Convenção. 

Hoje, todas essas questões não precisam ficar a total encargo dos condôminos, a Fuhro Souto é especialista em administrar condomínios.

Se você se interessou sobre o assunto e acredita que um especialista para cuidar de seu condomínio é a melhor opção, entre em contato conosco.

Você pode falar com de nossos atendentes pelo WhatsApp ou, se preferir, vir até nossa sede para conversarmos!

Comente, abaixo, o que acho deste conteúdo e compartilhe-o com seus amigos e familiares em sua rede social. 

Endereço: Rua Gonçalves Chaves, 762. Centro, Pelotas.

Daiana Chagas
Autor

Como Gestora da área de Condomínios na Fuhro Souto, junto à equipe de facilitadoras, oferece as melhores soluções para quem busca uma administradora profissional de condomínios em Pelotas. Intermedia as relações entre síndicos e condôminos, oferecendo as melhores soluções do mercado imobiliário.

Escrever Comentário