Os condomínios são opções de moradia que oferecem inúmeras vantagens aos seus moradores. #PraCegoVer jovem de máscara azul em frente às caixas de correspondência de seu prédio.

Você sabe o que significa condomínio? 

Muitas pessoas não sabem o que significa ou têm dúvidas sobre essa modalidade de moradia. 

Você é uma dessas pessoas? Gostaria de entender de uma vez por todas o que são condomínios? Então, leia esta publicação até o fim.

Tenho certeza que, ao final, você terá esclarecido suas dúvidas sobre o assunto.  

Boa leitura!

O que é Condomínio?

De modo geral, podemos dizer que condomínio é um espaço dividido por diversos proprietários, com áreas de convivência em comum.

Cada um dos condôminos tem sua própria unidade, que difere uma da outra.

O ponto principal de um condomínio é o fato dele não ser aberto ao público. Apenas condôminos, empregados e visitantes podem frequentá-lo.

Normalmente, a entrada de visitantes é controlada, especialmente, em condomínios residenciais. Diferente dos condomínios comerciais, em que o acesso pode ser público. 

Além disso, nessa modalidade de moradia é necessário seguir um conjunto de regras,as quais estão baseadas na Lei do Condomínio nº4.591 e no Código Civil Brasileiro

Agora que você conheceu o conceito geral de condomínio, veja abaixo os tipos de condomínios existentes e compreenda melhor suas diferenças.

Tipos de Condomínio

Existem vários modelos de condomínio, cada um deles contando com características específicas. 

Os condomínios podem ser exclusivamente residenciais, comerciais ou mistos, quando possuem residências e comércios.

 Além disso, também podem ser:

  • condomínio vertical (vários prédios que compartilham áreas em comum); 
  • condomínio horizontal (várias construções lado a lado, normalmente é mais comum em condomínios residenciais).

Além de saber os diferentes tipos de condomínios existentes, é importante conhecer o termo condôminos, veja abaixo o que significa.

Condôminos

Os condôminos são os proprietários das unidades privativas (imóveis), estejam ou não morando no local.

Digo isso, pois, nos condomínios encontram-se também os ocupantes, que são as famílias dos condôminos ou os inquilinos, no caso dos imóveis alugados.

Ou seja, qualquer pessoa que não seja proprietária, mas ocupe uma das unidades é chamada de ocupante.

Contudo, definições referentes ao síndico e às regras e normas do empreendimento é feita pelos proprietários. 

Essas decisões são feitas em conjunto por meio de votações em assembleias. Mas sabe o que são as assembleias? Entenda sobre elas no próximo tópico!

Assembleias

Se você mora ou pretende morar em um condomínio, é essencial que participe das assembleias. 

Nelas, são decididas as normas que devem ser seguidas pelo condôminos, a seleção de síndico e resolvidos os problemas referentes à comunidade local. 

Estar presente nessas reuniões garante que você faça parte das decisões e tenha oportunidade de dar suas opiniões e sugestões. 

Afinal, ninguém gosta de ter apenas regras impostas, estou certo?  

Para se aprofundar mais sobre o assunto, leia o post: Assembleia Geral do Condomínio: Descubra Quando Deve Ser Feita

Agora que você compreendeu a importância das assembleias, é hora de conversarmos sobre a figura do síndico e suas atribuições, continue a leitura.

O Papel do Síndico no Condomínio

O síndico é o responsável por administrar as questões gerais relativas ao condomínio. Em geral, esse profissional cuida das contas do empreendimento. 

Ele também é encarregado por pensar nas regras necessárias que passarão por aprovação nas assembleias do condomínio.

Também é atribuído ao síndico a cobrança de multas e o zelo pelo bem geral do empreendimento. 

Por último, o síndico pode ser um morador do condomínio ou um profissional contratado para tal atividade. 

Como mencionado antes, a escolha do profissional é feita por votação entre os condôminos. 

Leia também: Quórum para eleição de síndico: você sabe qual é?

Outro ponto que gera dúvidas quando o assunto é condomínios é a taxa condominial, sobre a qual vamos falar abaixo.

Taxa Condominial: Para que Serve?

Essa taxa é um valor cobrado a todos condôminos com o objetivo de cobrir os custos das áreas comuns do condomínio.

A forma do cálculo pode mudar de condomínio para condomínio, porém, algumas delas são:

  • fração Ideal;
  • unidade;
  • forma mista.

O ideal é confirmar com o condomínio qual a forma de cálculo convencionada para a taxa condominial do empreendimento em questão. 

Normalmente, essa taxa é reajustada anualmente de acordo com as despesas do condomínio e com o que é decidido nas assembleias.

A taxa permite vantagens exclusivas, como playgrounds, salões de festa, piscinas, etc, itens que não poderiam ser mantidos sem a arrecadação desse valor.

Você gostou essa opção de moradia interessante? Espero que este conteúdo tenha esclarecido suas dúvidas sobre o que significa condomínio.

Se quiser ler mais postagens sobre o assunto, acesse nossa seção sobre condomínios aqui.

Na Fuhro Souto, há um setor responsável por assuntos condominiais, fale com um de nosso atendentes pelo WhatsApp  para tirar suas dúvidas.

Se você gostou deste conteúdo não deixe de compartilhá-lo em suas redes sociais com seus amigos e familiares. 

Autor

Como Gestora da área de Condomínios na Fuhro Souto, junto à equipe de facilitadoras, oferece as melhores soluções para quem busca uma administradora profissional de condomínios em Pelotas. Intermedia as relações entre síndicos e condôminos, oferecendo as melhores soluções do mercado imobiliário.

Escrever Comentário